Os fósseis de Moluscos: Bivalves

 Os moluscos são seres interessantes. Mas seus fósseis contam muito sobre o passado remoto de nosso planeta.


Os Gastrópodes


Gastropoda (os gastrópodes) é uma grande classe taxonómica do filo Mollusca que agrupa os animais conhecidos por caracóis, lesmas, lapas e búzios. A classe Gastropoda (do grego clássico γαστήρ (gastér) "estômago", e ποδὸς (podòs) "pé") inclui 65000-85000 espécies existentes, com grande variedade morfológica e tamanhos que vão do submicroscópico a varias dezenas de centímetros. Com espécies terrestres (cerca de um terço do total), de água doce e marinhas, constitui o agrupamento taxonómico com maior sucesso do filo Mollusca. O grupo está abundantemente presente no registo fóssil desde o final do Cambriano.


A classe Gastropoda (por vezes grafada «Gasteropoda»), cujos membros eram anteriormente conhecidos como os «moluscos univalves», inclui a maior parte das espécies do filo Mollusca, do qual é a classe mais diversificada com 65 000 a 80 000 espécies vivas. Na sua presente circunscrição taxonômica, as modernas classificações biológicas dividem a classe em 611 famílias, das quais 202 são consideradas como extintas e conhecidas apenas do registo fóssil.


Com uma história fóssil conhecida excepcionalmente abundante, que se estende até ao Furongiano (final do Cambriano), o vasto número de espécies validamente descritas contido na classe Gastropoda é apenas ultrapassada pela classe Insecta (os insectos).


Leia também:


Fósseis de Bivalves


Agora vamos descobrir alguns fósseis desses animais incríveis:


Anthracosia e Carbonicola sp.


Fonte da imageam: Wikipedia/Ghedoghedo


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Carbonífero.

Distribuição geográfica: Europa.


Estas duas espécies viviam em água doce, nas florestas e brejos do Carbonífero, e estão entre as primeiras espécies bivalves a se transferir da água salgada para a doce. A concha Carbonicola é subtriangular com linha curva de articulação. A Anthracosia pertence à mesma família e é similar.


✅ Canal no Youtube | Inscreva-se AGORA ✅

https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ


Cardium sp.


Fonte da imagem: beenthere-donethat.org.uk


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Triássico.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


Um dos bivalves conhecidos como conchas de praia, o Cardium tem valvas com perfil em forma de coração, apresentam nervuras pronunciadas nas superfície externa e marcas distintas de músculos no interior. Na ilustração, o C. parkinsoni do Pleistoceno. A espécie Cardium é heterodonte com dentes laterais nas dobras e nas charneiras.


Myophorella sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Patrice78500


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Jurássico - Cretáceo.

Distribuição geográfica: Europa.


A característica deste bivalve do Mesozóico superior são as fileiras concêntricas de nós que cobrem as valvas triangulares ou subtriangualres, com um bico pronunciado na margem dorsal. A espécie ilustrada acima é o M. huddlestone; às vezes classificam-se estes bivalves no gênero Trigonia.


Pleuromya sp.


Fonte da imagem: fossiladay.wordpress.com


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Triássico - Cretáceo.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


Como é uma espécie constituída por bivalves sem dentes verdadeiros na articulação, acredita-se que cavassem tocas, já que um bivalve que vive enterrado não precisa do mecanismo eficiente de abrir e fechar da concha. Espécie Pleuromyra  formada por equivalves de formato oval ou trapezoidal. Podem ter nervurars concênctricas, mais pronunciadas em algumas espécies que em outras.


Glycymeris sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Hectonichus - Own work


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Cretáceo Recente.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


Gênero comum nos oceanos, é também abundante no registro de fósseis a partir do Cretáceo. A maioria das espécies é circular e ligeiramente oval, com grandes protuberâncias; a ornamentação externa compreende linhas de crescimento e costelas mais ou menos desenvolvidas.


Arctica sp.


Fonte da imagem: Hans Hillewaert


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Cretáceo Recente.

Distribuição geográfica: América do Norte, Europa.


Os mariscos do gênero Arctica preferiam águas frias, o que os torna indicadores valiosos do meio ambiente. As valvas são típicas de moluscos de água fria, ovais a circulares com protuberâncias encurvadas e sem ornamentação externa além das linhas de crescimento.


Neithea sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Ghedoghedo - Own work


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Cretáceo.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


Espécime gracioso com valvas desiguais. Sua valva direta é muito mais convexa do que a esquerda, achatada. O padrão de nervuras é característico e atraente, com quatro ou seis neruras pronunciadas e mais ou menos iguais.


Venericardia sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Hectonichus - Own work


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Cretáceo/Paleoceno - Eoceno.

Distribuição geográfica: Europa, África, América do Norte.


Conchas grandes com valvas triangulares pesadas, constelas achatadas e linhas de crescimento concêntricas, têm dois dentes de articulação grandes e curvos. Hoje ainda sobrevivem algumas espécies encontradas entre as linhas de maré e algumas centenas de metros abaixo da linha d'água.


Plicatula sp.


Fonte da iamgem: Wikipedia


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Jurássico Recente.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


São bivalves com dois denteados iguais e fossetas idênticas em cada valva, dispostas de maneira simétrica. A Plicatula cimenta-se no lugar, assegurando um apoio. A ação das condas requer que o bivalve permaneça guardado para não ser arrastado.


Lopha sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Hectonichus - Own work


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Triássico Recente.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


Essa era uma ostra muito curvada , as valvas do Lopha são espessas com nervuras extremamente pronunciadas formando forte serra. Acredita-se que o espessamento seja uma defesa contra gastrópodes carnívoros, ainda usada pelas espécies vivas do Lopha.


Gervillella sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Fernando Archuby - Own work


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Triássico - Cretáceo.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


Alongadas e lanceoladas, as valvas do Gervillella formam uma ponta na frente, conferindo-lhe um formato de lança. Não tem ornamentos a não ser linhas de crescimento concêntricas. A Gervillella equivale média ou grande é encontrada no mundo todo em depósitos apropriados.


Exogyra sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Wilson44691 - Own work


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Triássico - Cretáceo.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


As espécies do Exogyra são fósseis inequivalves do grupo conhecido por vezes por ostras espiraladas. A valva direita é aumentada por uma protuberância encaracolada, e a valva direita é reduzida e achatada. Os membros do gênero eram sedentários e permaneceriam cimentados no fundo do oceano.


Venus sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Hectonichus - Own work


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Oligoceno Recente.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


Esses bivalves tinham uma concha grande e pesada, a Venus é entre oval e circular com linhas de crescimento formando sulcos concêntricos elevados com pontas agudas nas valvas circulares a ovais. O "quahog" já foi classificado como da família das Speceten, mas depois foi incluido no gênero Mercenaria.


Spondylus sp.


Fonte da imagem: Wikipedia/Wilson44691 - Own work


Grupo do organismo: invertebrados.

Filo: Mollusca

Período: Jurássico Recente.

Distribuição geográfica: No mundo todo.


Esse gênero de fóssil é muito comum, o Spondylus é inequivalve, com costelas irregulares. Dependendo da espécie, tem estrias irregulares ou nós partindo das costelas. A valva direita está cimentada no substrato. m dos membros mais surpreendentes do gênero é a ostra espinhosa do Atlântico (Spondylus americanus) com espinhos longos e delicados, veja na imagem abaixo:


Fonte da imagem: Wikipedia/Didier Descouens - Own work


Comentários