A cobra voadora

Se você não gosta de cobras então melhor correr, pois essa aqui consegue voar, ou melhor planar.


Fonte da imagem: Wikipedia/Alan Couch from Australia - Chrysopelea paradisi Uploaded by Magnus Manske


✅ Canal no Youtube | Inscreva-se AGORA ✅


Cada escama é preta com o centro amarelo-esverdeado. Apresenta alguns sinais vermelho-escuros no dorso. Uma cobra delgada também conhecida como "cobra voadora", pois consegue plantar de galhos altos abrindo suas costelas.


Leia também:


Descrição e habitat


É uma espécie de serpente pouco venenosa que pertence à família Colubridae e ao gênero Chrysopelea, que consiste em um grupo com cinco espécies, com comprimento variado entre 0,6 à 1,2 metro. As espécies pertencentes ao gênero são diurnas ativas, habitam as florestas tropicais e  são comumente encontrada nas regiões do Sudeste Asiático, Filipinas, sul da China, Índia, Sri Lanka e outras regiões, e possuem uma dieta que é constituída principalmente de lagartos e ocasionalmente, pássaros e morcegos.


Leia também:


Como ela consegue voar?


A cobra voadora, apesar de ter um corpo que aparenta ser desvantajoso, pois tem um corpo cilíndrico e sem membros, tem uma enorme capacidade de deslizamento e locomoção pelo ar. Essa espécie não possui apêndices, retalhos de pele ou qualquer característica comum de um animal voador, ela usa o achatamento do seu corpo para sua locomoção aérea, além de reconfigurar constantemente sua forma em diferentes estágios do seu voo. As espécies do gênero são os únicos animais vertebrados sem membros que são voadores (incluindo os tipos de voo passivo e motorizado) e, assim, apresentam aspectos interessantes em sua morfologia. Estudos usados na compreensão da aerodinâmica da cobra voadora pode servir para obter estratégias para ser aplicadas nos setores aeronáuticos, de segurança interna, de defesa e militar.


Na indústria aeroespacial, estudos adicionais podem ajudar no desenvolvimento de veículos aéreos biomiméticos, ou seja, que imitam organismos vivos e que podem auxiliar no reconhecimento de terrenos montanhosos densamente arborizados. As vantagens de ser capaz de se locomover pelo ar geralmente é atribuída a capacidade de cair em segurança enquanto ganha distância horizontal de seu ponto inicial, o que pode ampliar o repertório comportamental e o seu espaço utilizado. Das serpentes voadoras, essa espécie é a que melhor consegue ser proficiente em seu voo, além de ser capaz de voar acima dos 4,5 metros e de realizar manobras com giro ativo.

Comentários