Um fim de semana na praia

A maioria das águas-vivas tem um diâmetro de 2 a 40 cm, mas algumas espécies podem atingir até 2 m de diâmetro.

 https://curiosidadeanimal.bioorbis.org/2018/11/agua-viva-praia.html
Águas-vivas. Pixabay/Domínio Público.

Muitas espécies habitam as águas costeiras e podem se tornar um incômodo para os banhistas. Algumas são perigosas e podem transformar um fim de semana, que deveria ser agradável, numa tragédia.
Um tipo de água-viva, conhecida como vespa-do-mar, pode "ferroar" um indivíduo e levá-lo à morte em um intervalo de 3 a 20 minutos, devido às suas toxinas extremamente virulentas.
Felizmente, nem sempre ocorre a morte; estas mesmas ferroadas podem não ser letais, mas provocam transtornos, pois as lesões são severas e levam bastante tempo para cicatrizar. Provavelmente você estará pensando em não entrar na água do mar, nunca mais!
Não é o caso, pois as vespas-do-mar habitam o Indo-Pacífico e as costas australianas. Mas não se descuide: no litoral brasileiro existem outras espécies de águas-vivas que podem nos causar alguns ferimentos.

Para finalizar veja um vídeo do nosso canal BioOrbis, sobre A BELEZA rara das ÁGUAS-VIVAS:


Comentários