Como as cobras se locomovem?

Apesar de dizermos que as cobras "rastejam", de fato podem locomover-se por quatro formas de movimento: serpeante, tipo sanfona, retilíneo e lateral.

 https://curiosidadeanimal.bioorbis.org/2019/05/como-cobras-locomocao-anatomia-serpente.html
A Crotalus ruber habita o extremo sul da Califórnia e é muito venenosa. Pixabay/Domínio Público.


Serpeante


O corpo da cobra dobra-se em arcos horizontais pela contração de músculos na parte interior de cada arco. Á medida que as contrações se deslocam pelo corpo da cobra, uma série de ondulações ocorre da cabeça até a parte posterior.



Em terra, a locomoção serpeante só é possível onde há pedras e vegetação no chão permitindo o impulso.

Tipo sanfona


É usada para rastejar em terreno difícil ou em espaço confinado, como a toca de um roedor que ela irá predar.



A cobra calça a parte posterior do corpo e estende-se para a frente ao máximo. Então calça a cabeça e puxa a parte posterior do corpo empurrando-se para frente. Daí calça a parte posterior de novo e repete o processo.

Retilíneo


É usado por cobras grandes e pesadas, em particular boas e pítons, e permite que se movam em linha reta. A cobra usa os músculos que ligam as escamas do ventre às costelas, contraindo-as em ondulações pelo corpo.



As escamas do ventre agarram-se a irregularidades do chão, e a cobra é impulsionada para frente como se deslizasse sem esforço.

Lampropeltis-getula
A cobra-rei (Lampropeltis getula) é imune ao veneno de cascavel e especializou-se em comê-las.

Lateral


É necessário pelo menos uma superfície sólida para dar apoio. É usado por cobras que vivem em áreas com superfícies de areia instáveis.



A cobra move-se lateralmente em uma série de etapas em ângulo de cerca de 45º em relação ao seu corpo. Ergue a cabeça do chão e a empurra para o lado e o corpo, seguindo-a, forma linhas paralelas.

Para finalizar veja um vídeo do nosso canal BioOrbis, sobre 🐍 O que FAZER e o que NÃO FAZER se eu for picado por uma COBRA?:


Comentários