Os sentidos dos insetos

Imaginamos que todos os seres percebem o mundo do mesmo modo que nós, mas não é o que acontece.

 https://curiosidadeanimal.bioorbis.org/2019/05/sentidos-insetos.html
O olho composto do insto tem milhares de facetas separadas, que detectam várias vezes os mais leves movimentos através de cada célula ocular. Pixabay/Domínio Público.

Muitos não vêem cores, embora ouçam sons e sintam odores a que somo insensíveis.

Visão dos insetos


O ultravioleta não é visível para os humanos, mas os insetos podem vê-lo, fato importante para as plantas floríferas que dependem de insetos para sua polinização.



Já o vermelho, uma cor atraente para os humanos, não é visível para os insetos. As cores vistas pelos insetos e pelos humanos não resultam em imagens semelhantes nos respectivos cérebros.

Olhos dos insetos


Os insetos têm olhos compostos, com milhares de facetas, os quais estão adaptadas para detectar todos os movimentos. Cada faceta é estimulada em separado, cada leve movimento sendo reproduzido muitas vezes.
O resultado é semelhante a ver o mesmo canal em centenas de aparelhos de televisão simultaneamente.

Paladar, olfato e audição


O mundo dos insetos consiste mais em odores e sabores que em luz e som. Paladar, olfato, tato e audição são funções de cerdas semelhantes a pelos que cobrem o corpo, usualmente concentradas nas patas, antenas e boca.

abelha-flor
Algumas plantas floríferas que dependem dos insetos para a polinização, atraem-nos usando cores ultravioleta invisíveis para o olho humano. Pixabay/Domínio Público.

Embora os insetos não tenham nariz, seu sentido do olfato é bastante aguçado. Eles sentem o cheiro principalmente pelas antenas, que também podem perceber o tato, o gosto e/ou o som. Os insetos também sentem o paladar pelas células quimossensoriais existentes em partes da boca nas patas.



Alguns insetos apenas detectam as vibrações do ar com as antenas, enquanto outros têm estruturas mais complexas, com membranas vibratórias que estimulam nervos fono-receptores, de modo semelhante ao do ouvido humano. Os "ouvidos" do insto, todavia, são capazes de detectar uma faixa muito mais ampla de frequências de som que os ouvidos humanos.

Para finalizar veja um vídeo do nosso canal BioOrbis, sobre 🐝 10 CURIOSIDADES sobre as ABELHAS:


Comentários