A famosa e bela Calopsita

A calopsita ou caturra é uma ave que pertence à ordem Psittaciformes e à família Cacatuidae.

 https://curiosidadeanimal.bioorbis.org/2019/08/ave-passaro-calopsita.html
Uma linda calopsita. Image by Eduardo Arsand from Pixabay

Nome científico: Nymphicus hollandicus
Tamanho médio: 35 cm.
Distribuição: Austrália e Tasmânia.
Habitat: Savanas, pradarias, perto da água, em geral em casais.
Alimentação: mistura de grãos para papagaios, semente para canários, painço, plantas têxteis tipo cânhamo, maçã e cenoura.

Natural da Austrália, a espécie foi descrita pela primeira vez em 1792. A calopsita é o único membro do gênero NymphicusEle já foi considerado um papagaio de crista ou pequena cacatua, no entanto, os estudos moleculares mais recentes têm atribuído a sua própria subfamília cacatua único Nymphicinae. É, portanto, agora classificado como o menor membro da família Cacatuidae.
Semelhante à cacatua, mas com cauda longa. A de coloração mais comum apresenta pescoço amarelo e cabeça com topete e bico azul-acinzentados. Elas se reproduzem facilmente m viveiros espaçosos. É graciosas e pacífica e consegue imitar a voz humana, podendo viver até 25 anos.

O dimorfismo sexual nas calopsitas


No "Cinza-selvagem" ou "tipo selvagem" plumagem da calopsita é principalmente cinza com flashes brancos proeminentes nas bordas exteriores de cada asa. O rosto do macho geralmente é amarelo ou branco, enquanto a face da fêmea é principalmente cinza ou cinza claro, e ambos os sexos possuem uma área de laranja nas áreas dos ouvido, muitas vezes referida como "bochechas cheddar".

Esta coloração é geralmente laranja vibrante em machos adultos, e muitas vezes mais clara em fêmeas. O sexamento visual é muitas vezes possível com esta mutação da ave. A maioria das calopsita, todavia, apenas pode ter o sexo identificado com segurança através do exame de DNA.

História da Calopsita


Em 1838 um ornitólogo inglês, John Gould, viajou para a Austrália com o objetivo de estudar a fauna e realizar desenhos de aves. Ele foi o responsável pela fama mundial das calopsitas pois ele foi o primeiro especialista a levar calopsitas para fora da Austrália. Em 1884, a fama das calopsitas cresceu, porém foi em 1950 que a popularidade aumentou de forma bastante considerável por causa do arlequim, calopsita surgida através da primeira mutação de cor.

Para finalizar veja um vídeo do nosso canal BioOrbis, sobre 🐦 5 CURIOSIDADES sobre os TUCANOS:


Comentários