Espécies ameaçadas de extinção: Panda gigante

O panda-gigante é um mamífero omnívoro da família Ursidae endêmico da República Popular da China.

 https://curiosidadeanimal.bioorbis.org/2019/08/especies-ameacadas-extincao-panda-gigante.html
O Panda gigante (Ailuropoda melanoleuca). Image by skeeze from Pixabay.


Nome científico: Ailuropoda melanoleuca
Tamanho médio: 1,5 m.
Cor: preto, olhos e orelhas pretos, cabeça e ombros brancos e corpo manchado também em branco.
Ocorrência: Sul e centro da China.
Status de conservação pela IUCN: vulnerável

O focinho curto lembrando um urso de pelúcia, a pelagem preta e branca característica e o jeito pacífico e bonachão o tornam um dos animais mais queridos pela humanidade. Extremamente dócil e tímido, dificilmente ataca o homem, a não ser quando extremamente irritado.



Tornou-se o símbolo das espécies ameaçadas, sendo usado como logotipo do Fundo Mundial para a Vida Silvestre (WWF). Suas exigências são bastante especiais e, a não ser que sejam preservadas as extensas áreas de florestas de bambu nas quais vive, o panda estará condenado à extinção.

Taxonomia do Panda Gigante


O panda-gigante foi descrito pelo missionário francês Armand David em 1869 como Ursus melanoleucus. No ano seguinte, Alphonse Milne-Edwards ao examinar o material enviado por David, notou que os caracteres osteológicos e dentários o distinguia dos ursos e o aproximava ao panda-vermelho e aos procionídeos, descrevendo então um novo gênero para a espécie, e recombinando-a para Ailuropoda melanoleuca.

Conservação do Panda Gigante


A baixa taxa de natalidade, a alta taxa de mortalidade infantil e a destruição de seu ambiente natural colocam o panda sob ameaça de extinção. A caça não representa problemas devido às rígidas leis chinesas. Em 1995, um fazendeiro foi sentenciado a prisão perpétua por ter atirado em um panda. No ano seguinte, dois homens foram condenados a morte após serem presos portando peles de panda e macaco-dourado. A partir de 1997 passou-se a punir os infratores com uma pena de 20 anos de prisão.



Armadilhas para cervos-almiscarados e ursos-pretos muitas vezes acabam ferindo pandas. O número de pandas selvagens na China está estimado em 1.596. Em 2000 contavam-se 1.114 exemplares, espalhados por territórios que têm uma superfície total de 23.000 km² nas províncias de Sichuan, Gansu e Shaanxi. Estudos em 2006, baseados em exame de DNA coletado em fezes, indicam que possam haver pelo menos 3.000 animais em liberdade. Existem 183 pandas-gigantes em cativeiro na China, 100 dos quais, estão em um centro especializado em Sichuan. Outros 20 espécimes se encontram distribuídos pelos principais zoológicos do mundo.

Para finalizar veja um vídeo do nosso canal BioOrbis, sobre O que é EXTINÇÃO e quais são suas causas?:


Comentários