Os insetos mestres do disfarce: os bicho-pau e bichos-folha

Bicho-pau é o nome comum dado aos insetos da ordem Phasmatodea.



Também denominada Phasmida, Phasmatoptera ou Phasmodea, que mimetizam pedaços de madeira ou gravetos. Existem 13 famílias, 523 gêneros e 2.822 espécies de bichos-pau, sendo 591 encontradas na América do Sul.

E o termo bicho-folha é a designação comum aos insetos fasmatódeos e aos ortópteros da família dos tetigonídeos, especialmente dos gêneros Tanusia, Pterochroza, Mimetica e Typophyllum, que reúnem espécies que imitam folhas.

Agora vamos ver algumas espécies incríveis desses insetos mestres do disfarce:

Bicho-pau (Clonopsis gallica)


Bicho-pau (Clonopsis gallica). Imagem de Mark Jordahl por Pixabay

Mestres do mimetismo, os bichos-pau são quase invisíveis em seu habitat. Parecendo galhos fininhos, eles são capazes de adotar um passo lento e oscilante, que imita o movimento da vegetação soprada pelo vento. Quase todos os espécimes são fêmeas, que põem ovos férteis sem se acasalar.


Bicho-pau-gigante (Eurycantha calarata)


Bicho-pau-gigante (Eurycantha calarata). Imagem de Onkel Ramirez por Pixabay

Encontrado pela primeira vez em 1978, na Nova Guiné, tem hábitos incomuns: em vez de ficar no alto das plantas, ele passa grande parte do tempo no solo escondido sob a vegetação. Consome uma grande variedade de plantas, inclusive grama. Precisa ser manuseado com cuidado, porque é bem protegido por uma fileira de espinhos dos lados do corpo.


Bicho-folha (Heteropteryx dilatata)


Bicho-folha (Heteropteryx dilatata). Imagem de sandid por Pixabay

As fêmeas desta espécie são formidáveis, mas precisam ser manuseadas com cuidado por causa de seus longos e afiados espinhos, especialmente os que ficam nas patas posteriores. Elas parecem mais folhas do que galinhos, devido à largura de seus corpos, daí seu nome comum. Os machos são menores e marrons as fêmeas verde-claras.


Bicho-pau-de-Madagáscar (Sipyloidea sipylus)


Bicho-pau-de-Madagáscar (Sipyloidea sipylus). commons.wikimedia.org

Este inseto delgado é capaz de voar, como último recurso, quando ameaçado, mas, em geral, mantém suas asas escondidas junto ao dorso. A contração de suas patas é um sinal de que ele está para voar. Os machos são parecidos com as fêmeas, mas menores. Esta espécie muitas vezes reproduz-se por partenogênese.

Para finalizar veja um vídeo do nosso canal BioOrbis, sobre As 10 mais incríveis CAMUFLAGENS do Reino Animal:


Comentários