Os fósseis do coral-favo-de-mel

Os corais-favo-de-mel pertencem ao gênero Favosites, que está extinto, e é caracterizado por polialgonalmente embalados.

 https://curiosidadeanimal.bioorbis.org/2019/09/fossil-coral-favo-de-mel.html
Fóssil do coral-favo-de-mel (Favosites sp.) .Fonte da imagem: flickr. Foto por: Stan Celestian

Grupo do organismo: invertebrados.
Filo: Cnidaria (Cnidários - corais, medusas, hidrozoários).
Nome científico: Favosites sp.
Período geológico: Siluriano - Devoniano.
Localização: em todo o mundo.

As paredes entre os coralitos são perfuradas por poros conhecidos como poros murais, que permitem a transferência de nutrientes entre os pólipos.

Estes corais-favo-de-mel, como todos os corais, prosperavam em mares ensolarados e ensolarados, formando recifes coloridos, alimentando-se filtrando plâncton microscópico com seus tentáculos ardentes. O gênero teve uma distribuição mundial do Ordoviciano ao Permiano.

Um dos fósseis de coral mais comuns do Médio Paleozóico, é um coral tubular com coralitos de cinco lados desiguais em sentido transversal. As paredes dos coralitos são finas e marcadas com poros. Pode ser grande, de forma irregular e conhecido como coral-favo-de-mel devido sua forma.

Parar finalizar veja um vídeo do nosso canal BioOrbis, sobre 🐚 O colorido mundo dos CORAIS:

Comentários