Araras extraordinárias

Elas podem ser barulhentas, mas suas cores trazem uma beleza extraordinária. Venha descobrir as Araras.


Quem são as Araras?


As aves conhecidas como araras são aquelas de grande porte pertencentes à Família Psittacidae, Ordem Psittaciformes, dos gêneros Ara, Anodorhynchus, Cyanopsitta, Primolius, Orthopsittaca e Diopsittaca. No Brasil são encontradas representantes de todos os gêneros, sendo que a única espécie de Cyanopsitta, a Ararinha-azul (Cyanopsitta spixii), é endêmica da Caatinga brasileira e está atualmente classificada como extinta na natureza.

Leia também:

Características das araras


Possuem um bico grosso e curvo, que auxilia na alimentação composta principalmente de frutos e sementes, e uma língua grossa que geralmente é negra. Os pés têm quatro dedos, dois para frente e dois virados para trás que possibilitam a rápida escalada e movimentação nos troncos das árvores, já que não são boas voadoras. Além disso, os pés auxiliam na alimentação levando o alimento até a boca, característica exclusiva dos Psitacídeos. Por serem aves de médio a grande porte e muito coloridas, são facilmente identificadas na natureza. Além disso, vocalizam de forma estridente e conseguem imitar os sons de humanos e outros animais.

Leia também:

Habitat e reprodução das araras


As araras geralmente habitam florestas situadas nas regiões tropicais. Em território nacional essas aves podem ser encontradas no Pantanal, na Floresta Amazônica e na região da Mata Atlântica. Costumam viver em bandos e são aves monogâmicas, formando casais para a vida toda. Nidificam em ocos já existentes em troncos de árvores, barrancos, entre outros. A fêmea coloca de 2 a 3 ovos por ano que serão incubados por um período que gira em torno de 35 dias. São animais de vida longa, podendo chegar aos 60 anos de idade.

Leia também:

Principais ameaças as araras


Por serem aves muito bonitas e coloridas, as araras sempre foram muito procuradas como animal de estimação. O comércio ilegal desses animais que existe há décadas, junto com a degradação de seus habitats, colocou em risco de extinção muitas espécies. Atualmente porém as cativantes araras, principalmente a Arara-azul, têm sido utilizadas como espécies bandeiras, chamando atenção para causas ambientais que podem ser desde a conservação da própria espécie quanto a conservação de todo seu ecossistema.

Leia também:

ESPÉCIES DE ARARAS


Agora vamos algumas espécies de araras belas e incríveis:

Arara-canindé (Ara ararauna)


Imagem de Dušan Smetana por Pixabay

Asas e dorso turquesa com ventre, pescoço e peito amarelos. Estas aves apresentam bico fortes e são afetuosas.

Tamanho: 90 cm
Distribuição: do Panamá ao Paraguai.
Habitat: Perto de florestas úmidas, savanas, campos abertos e pântanos.
Alimentação: folhas, sementes

Ararapiranga (Ara macao)


Imagem de zoosnow por Pixabay

O corpo é vermelho intenso, com espáduas e asas amarelas. Rêmiges e cauda são azuis.

Tamanho: 85 cm
Distribuição: México, América Central, norte da América do Sul até o Mato Grosso.
Habitat: matos e beiras de rios
Alimentação: laranjas, bananas, nozes e muitas outras frutas

Arara-militar (Ara militaris)


Imagem de WikimediaImages por Pixabay

Verde-oliva com fronte vermelha, rêmiges superiores azuis e uropígio com rêmiges vermelho-azuladas. Bico cor de carvão.

Tamanho: 65 cm.
Distribuição: Norte do México e noroeste da América do Sul.
Habitat: florestas secas e clareiras, aos pares ou em pequenos bandos.
Alimentação: sementes, bagas e frutas

Arara-azul (Anodorhynchus hyacinthinus)


Imagem de Hans Braxmeier por Pixabay

O maior dos psitacídeos, atualmente ameaçada de extinção. O corpo é azul-púrpura intenso acentuado por olhos circundados em amarelo, e amarelo intenso ao longo da parte inferior da mandíbula.

Tamanho: 100 cm.
Distribuição: Brasil, Bolívia, Paraguai
Habitat: planaltos, em palmeiras, perto de rios e lagos, em pântanos
Alimentação: coquinhos, frutas e lesmas, sementes.

Arara-vermelha (Ara chloropterus)


Imagem de Hans Braxmeier por Pixabay

Esta ave tem cabeça vermelha-escura; asas azuis com faixa e espáduas vermelhas. Dorso e ponta da cuda azuis.

Tamanho: 90 cm
Distribuição: Panamá, Paraguai, Argentina, Bolívia e Brasil
Habitat: colinas e florestas virgens, aos pares ou em pequenos grupos.
Alimentação: frutas e sementes.

https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ?sub_confirmation=1

Comentários