A Ordem dos insetos Hymenoptera: vespas, abelhas e formigas

Continuando as Ordens dos insetos, agora vamos a Hymenoptera, que no qual vamos conhecer espécies de vespas, abelhas e formigas.


A ordem Hymenoptera (himenópteros) é um dos maiores grupos entre os insetos, compreendendo as vespas, abelhas e formigas. Possui atualmente cerca de 115 000 espécies descritas (Hanson & Gauld, 1995), distribuídas em 99 famílias taxonômicas (Goulet & Huber, 1993). O nome é derivado do grego (hymen = membrana; ptera = asas), com as espécies deste grupo apresentando dois pares de asas membranosas, sendo que as asas anteriores são maiores do que as posteriores. Alguns grupos, como as formigas operárias e as vespas da família Mutilidae, perderam secundariamente as asas.


Caracterísitasdos himenópteros


As fêmeas possuem um ovipositor típico que permite a perfuração do hospedeiro ou acessar locais inacessíveis, estando muitas vezes modificado em um ferrão. Pode ser até 6 vezes maior do que o comprimento do corpo em diversos grupos, ou tão curto que é dificilmente visível. O desenvolvimento é do tipo holometabólico (metamorfose completa), que apresenta os estágios de ovo, larva, pupa e adulto.


O grupo inclui uma impressionante diversidade de formas, tamanhos e hábitos de vida. Os maiores himenópteros podem alcançar cerca de 15 cm de comprimento, tais como as vespas caçadoras da família Pompilidae, marimbondos da família Vespidae e vespas parasitoides da família Ichneumonidae. Os menores são as vespas da família Trichogrammatidae, que podem ter apenas 1 mm de comprimento.


Espécies de vespas, abelhas e formigas


Agora vamos a algumas espécies interessantes dos Hymenoptera com curiosidades e descrição de cada uma:


Vespa-pedreiro (Ancistrocerus nigricornis)


Fonte da imagem: Wikipedia/Pjt56


Uma espécies de vespa solitária, que constrói seu ninho com lama ou barro em gretas. É difícil de ser identificada porque a maior parte das características distintivas estão localizadas na face inferior. Geralmente, elas têm uma marca quadrada na frente do abdome. Vivem em árvores, pedras e paredes onde possam aninhar-se, muitas vezes perto das casas.


✅ Canal no Youtube | Inscreva-se AGORA ✅

https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ?sub_confirmation=1


Vespa-da-madeira (Urocerus gigas)


Fonte da imagem: Wikipedia/Holger Gröschl - http://www.naturspektrum.de/ns1.htm


Esta vespa pode parecer perigosa, mas é inofensiva. As fêmeas têm um ovopositor parecido com serrote que é usado para inserir ovos no tecido da planta. Ao mesmo tempo, injetam uma substância que protege e supre a larva de alimento. As larvas alimentam-se de madeira.


Leia também:


Vespa-do-papel (Polistes gallicus)


Imagem de Marc Pascual por Pixabay


Assim denominada porque vive em colônias em ninho feito de fibra de madeira. Os ninhos não são muito grandes e são encontrados em prédios, em muros de pedras e ocasionalmente na vegetação. Ela pode aplicar dolorosas ferroadas, e os feromônios de alarme liberados pelos indivíduos perturbados podem incitar ataques em grupo.


Leia também:


Vespa ichineumon (Ichneumon suspiciosus)


Fonte da imagem: Wikipedia/AfroBrazilian


Essa vespa é uma parasita, com uma faixa vermelha, escutilo (parte do tórax) amarelo ou creme e manchas creme na parte posterior do abdome. As larvas são parasitas vorazes, atacando as larvas de muitas abelhas e de sua própria ordem. Os ovos são postos em lagartas.


Leia também:


Vespa-delta (Delta unguiculatum)


Fonte da imagem: Wikipedia/Pancrat - Own work


Essa vespa é solitária, pois constrói seu ninho fazendo bolas de areia e barro. Estas bolas, depois, são penduraras em algum teto ou saliência, e cada uma é provida de alimento, geralmente pequenas lagartas e um ovo.


Vespão (Vespa crabro)


Imagem de Krzysztof Niewolny por Pixabay


Essa vespa faz ninho em buracos de árvores e cavidades, alimentando as larvas com insetos e borboletas. Vive em colônias, pondo seus ovos em alvéolos feitos de substâncias semelhantes ao papel. Quando adulta, é menos agressiva que outras vespas. É reconhecida por seu padrão marrom e dourado e olhos profundamente entalhados.


Mamangaba (Bombus lucorum)


Fonte da imagem: Wikipedia/Ivar Leidus - Own work

São abelhas sociais, em oposição às abelhas solitárias. Vivem em colônias com rainhas, machos e operárias. Têm uma coleira amarelo-limão e a cauda branca idêntica esta espécie. Seus ninhos são no solo e podem ser encontradas em qualquer lugar.


Leia também:


Abelha-do-mel (Apis mellifera)


Imagem de simisi1 por Pixabay


Está é a abelha que nos fornece mel e cuja maioria vive em colmeias, embora algumas vivam em colônias silvestres. Ela tem um alvéolo comprido e estreito perto da ponta da asa, que a distingue de outras abelhas.


Abelha-de-lã (Anthidium manicatum)


Fonte da imagem: Wikipedia/Bruce Marlin - Obra do próprio


Esta abelha pode ser encontrada em plantas com folhas revestidas por películas piliformes. Os pelos são recolhidos pelas fêmeas , que os enrola formando uma bola, sendo depois usadas para revestir o ninho em um buraco de madeira ou alvenaria. Tem manchas amarelas ou alaranjadas nas laterais do abdome. O tórax é preto.


Abelha-cortadora-de-pétalas (Megachile centuncularis)


Fonte da imagem: www.bwars.com/Photo : Nick Owens


Esta abelha corta as pétalas de rosas nos jardins, deixando orifícios ovais e semicruculares. Os pedaços de pétala são usados para fazer alvéolos para as larvas.


Leia também:


Abelha-mineira (Andrena fulva)


Fonte da imagem: Wikipedia/Jeffdelonge


Assim denominada por causa de seu abdome e das atividades de mineração no solo. Depois de ter-se aninhado em seu alvéolo subterrâneo durante o inverno, a abelha vem à superfície e voa, na primavera. Algumas vivem em colônias, onde o número de ninhos pode ultrapassar a mil.


Abelha-carpinteira (Xylocopa violacea)


Imagem de Marc Pascual por Pixabay


Esta abelha é comum e visita flores como as glicínias. Enche buracos em muros, edificações e madeiras com pólen, colocando seus ovos por cima. Grande, possui corpo preto brilhante e asas com reflexos azuis e violeta. Pode assustar porque seu voo é barulhento, mas raramente ferroa e não é agressiva.


Formiga-da-madeira (Formica rufa)


Imagem de Hans Braxmeier por Pixabay


Um dos grupos de formigas construtoras de diques. Tem a cabeça e o abdome pretos e o tórax marrom-avermelhado. Não ferroa, mas lança ácido fórmico da parte traseira, quando amendrontada. Alimenta-se principalmente de outros insetos.


Leia também:

Comentários