Os Galliformes: galináceos de formas e cores exuberantes

Os galináceos incluem animais domésticos como a galinha ou o peru e espécies cinegéticas como as perdizes e faisões.


A Ordem dos Galliformes


Os Galliformes são, na sua maioria, aves corpulentas de tamanho médio ou grande, com poderosos bicos arredondados e fortes e garras cegas, úteis para esgravatar o solo. De modo geral, deslocam-se no solo em passo muito rápido. Mantém a plumagem limpa esfregando-se na terra. Em muitas espécies, o macho é mais colorido do que a fêmea, que passa facilmente despercebida. Quando atacados, enganam os predadores largando as penas enquanto fogem. A época de reprodução é normalmente precedida por elaboradas paradas nupciais. Regra geral, é a fêmea que constrói o ninho, incuba os ovos e cuida dos filhotes. Estes nascem bastante desenvolvidos alimentando-se sozinhos. Os Galliformes distribuem-se por todos os continentes, com exceção da Antártica.

Leia também:

Espécies de galináceos


Agora vamos a algumas espécies dessas incríveis aves:


Codorna-chinesa ou Rei-codorna (Coturnix chinensis)



Imagem de M W por Pixabay


Possui bochechas brancas com bordas pretas. Larga faixa branca ao longo do pescoço e da parte superior do peito. Peito inferior marrom-chocolate escuro. Pernas amarelas e bico preto. As fêmeas não têm as marcas em preto e branco. São originárias da Índia, sul da China, Indonésia e leste da Austrália, vivendo em pântanos e pradarias. Alimenta-se de insetos, sementes de papoula.



Pavão-azul (Pavo cristatus)


Imagem de Vane Monte por Pixabay


O macho é conhecido pelas penas superiores de sua cauda, quando está erguida e aberta em leque. O pescoço o peito são azuis e brilhantes, a parte inferior do dorso é verde-cobre com festões, as retrizes verde-cobre com púrpura e centro preto. É originário do Sri Lanka e Paquistão. Habitando florestas temporárias, campo semi-aberto nas margens de riachos. Forrageadores de lavouras. Alimenta-se de sementes, grãos e insetos.

Leia também:

Galinha-D'Angola (Numida malegris mitrata)


Imagem de Valérie Steff por Pixabay


Caracterizada por um capacete no topo da cabeça coberta com revestimento de queratina, e uma grande papada azul e/ou vermelha. São originárias da África. Põe ovos em covas no chão. Habita pradarias abertas. Podem forragear em bandos de várias centenas. Alimentam-se de bulbos, tubérculos, bagos, insetos e lesmas.

Faisão-argus (Argusianus argus)


Fonte da imagem: Wikipedia/Francesco Veronesi from Italy - Great Argus - Khao Sok - Thailand_MG_9752

A característica mais importante é a sua cauda extraordinária. A plumagem apresenta um intricado padrão de castanho, marrom, branco, com ocelos, faixas e pontos cinza e preto. Necessita de abrigo e não tolera frio intenso. Os machos abrem as asas no acasalamento. São originários da Indochina, Malásia, Bornéu, Sumatra e Tailândia. Habitando planícies e florestas escarpadas. Alimenta-se de frutas maduras caídas, larvas de formigas, lesmas e insetos.

Leia também:

Faisão-dourado (Chrysolophus pictus)


Imagem de Ray Miller por Pixabay

Esse belo faisão tem sua parte superior do dorso verde-escura, coifa e crista amarelo-ouro. As pontas das retrizes são escarlate; rufo laranja-claro listrado de preto e partes inferiores amarelas. O bico e a pele da face são amarelos. São originários da China Central. Habitando morros rochosos cobertos com bambus ou arbustos. Alimenta-se de sementes, folhas, brotos e insetos.

Faisão-prateado (Lophura nycthemera)


Imagem de Ray Miller por Pixabay

Essas aves tem longa cauda branca, face vermelha e grande crista preta. As partes superiores são brancas orladas de preto. Bico amarelo e pernas vermelhas. São originárias do Sul da China, Burna, Indochina e Haian. Habita pradarias cercadas por florestas. Alimenta-se de besouros, pétalas de flores.

Leia também:


Faisão-Lady (Chrysolophus amherstiae)


Imagem de Vinson Tan ( 楊 祖 武 ) por Pixabay

Manto e espáduas verde-azulados, dorso amarelo e uropígio laranja. As pernas centrais da cauda são brancas listradas de preto, as asas são azuis brilhantes, o rufo do pescoço é branco com bordas azul-escuros. São originários do Tibet, China Burma. Foi introduzido na Grã-Bretanha. Habita moitas de bambu e montanhas rochosas, florestas de cerrados. Se alimenta de brotos de bambu, pequenos animais e animais aquáticos.

Faisão-venerado (Syrmaticus reevesii)


Fonte da imagem: Wikipedia/Moebius1 — Labour an-unan

Esse faisão possui o corpo pequeno e cauda bem longa. A cabeça e o pescoço são brancos com uma faixa preta estendendo-se do bico à nuca. O corpo é amarelo com marcas castanho-claras, marrom, cinza e pretas. É originário da China, habitando florestas e terrenos colinosos. Alimenta-se de insetos e sementes.

Leia também:

Perdiz-de-pés-vermelhos (Alectoris rufa)


Imagem de Jane Cureton por Pixabay

Pernas e bico vermelhos, partes superiores de cor marrom clareando para castanho no ventre, garganta cinza, orlada de preto, branco em torno dos olhos e nas faces. Preferem correr a voar e emitem sons quando estão alçando voo. Originária da França e Península Ibérica, Grã-Bretanha, Açores, Ilha da Madeira e Canárias. Habita arbustos em planícies, encostas parreira. Alimenta-se de folhas, botões, bagos, sementes de grama, insetos e aranhas.

Comentários